É tempo de amar

by | Jun 8, 2019 | Sem categoria | 0 comments

Vivemos na era da informação, que chega a nós facilmente por meio de uma das muitas telas que nos rodeiam: celular, televisão, computador. Não há tempo para pensar, para digerir e elaborar. Amanhã, a situação é outra. Dentro de uma hora, o cenário está diferente. Em um minuto, já estamos ultrapassados. O novo já nasce velho. O tempo não é suficiente.

Nas entrevistas do jornal eu aprendo muito. Conversando com psicólogos, terapeutas, mestres, que focam seus cuidados com a mente e o espírito das pessoas. E com palavras diferentes, todos eles indicam um mesmo caminho: o da desconexão com o mundo externo e reconexão com o Eu interior, com a natureza, com Deus. E para isso, é necessário que se tenha tempo. Ou melhor, que se esqueça o tempo.

As relações com as pessoas que amamos perdem qualidade quando têm hora marcada para serem vividas. Uma boa conversa entre amigos pode levar minutos ou horas; um encontro apaixonado com o seu companheiro (a) pode levar dias ou anos. Por que checamos os minutos o tempo todo? Por que limitamos os sentimentos para que eles caibam nos ponteiros do relógio? Observei que quanto mais tempo dedicamos, mais profundos e intensos são os momentos que vivemos. Amar exige atenção, olho no olho, toque, conversa, silêncio…

A vida é tão rara pra perder tempo olhando as horas…

Foto: oDemocrata