Selecione a página

Sociedade do Bem Viver: um mundo possível

por | Maio 18, 2020 | Comunidade | 0 Comentários

Já pensou em um mundo onde todos têm acesso a alimentos agroecológicos, livres de agrotóxicos e produzidos em harmonia com a natureza? Um mundo onde povos tradicionais como indígenas e quilombolas têm seu espaço garantido para viver a sua cultura e ainda integrar nossa sociedade com respeito e valorização? Parece uma grande utopia, mas este projeto existe e já está dando certo!

A Sociedade do Bem Viver mantém ativas Comunidades Agroecológicas que conectam moradores da cidade aos produtores do campo pelo país afora. Em Santa Catarina as atividades tiveram início em 2019, no Centro de Formação Tatendy Rupa, no Morro dos Cavalos com o povo Guarani Mbya. Por meio das comunidades, qualquer pessoa pode se associar a agricultores familiares contribuindo com uma cota mensal e recebendo cestas semanais com produtos orgânicos.

Mutirão em resposta a pandemia

O “Mutirão do Bem Viver em resposta à pandemia” está distribuindo cestas agroecológicas, alimentos não perecíveis e produtos de higiene para comunidades em situação de vulnerabilidade. Entre os beneficiados, estão moradores de rua, assentamentos, favelas, ocupações urbanas e rurais, territórios tradicionais, quilombolas e indígenas. Criado pela Sociedade do Bem Viver, o mutirão fortalece grupos que não possuem reserva econômica, de bens básicos e de alimentos para suportar as dificuldades do isolamento social. Com a ajuda de voluntários, as cestas são adquiridas de agricultores familiares, com recursos de uma vaquinha online e complementada com produtos doados pela sociedade civil.

Faça parte

As comunidades agroecológicas e o mutirão se complementam e pretendem garantir soberania do campo, autonomia dos povos, segurança alimentar e nutricional de comunidades, regeneração de florestas e produção de alimentos saudáveis. Você pode fazer parte das mais variadas formas, seja através de doação financeira ou como um voluntário nas ações do mutirão.

As funções vão desde a entrega de cestas até a criação de material de comunicação. As famílias agricultoras também podem se inscrever para fornecer seus produtos, assim como comunidades que precisam deste apoio.

Nas redes sociais do projeto estão os formulários para se cadastrar como voluntário, apoiador ou agricultor.

Para pariticipar

Instagram @sociedadedobemviver
Facebook.com/sociedadedobemviver
site:
www.linktree.com.br/MBV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *