Abertura da Barra de Ibiraquera – entenda como funciona

por | fev 27, 2020 | Comunidade | 0 Comentários

O manejo de abertura da barra da lagoa de Ibiraquera para o mar faz parte da tradição dos pescadores artesanais que ali se instalaram e passaram a sobreviver da pesca ainda antes dos anos 1960. Tal manejo era exercido sob a coordenação das lideranças pesqueiras com tradição e conhecimento local. A expansão urbana do município de Imbituba, somada às demandas do setor de turismo, trouxe várias alterações ao ecossistema e ao modo de vida da população tradicional ali instalada. Atualmente é grande o número de moradores, pousadas, estradas e vias públicas ao redor de todo o complexo lagunar. Em vista disso, nos períodos de alta pluviosidade, quando ocorre a elevação do lençol freático e do nível de água da lagoa, as pessoas se sentem ameaçadas e buscam apoio junto à Prefeitura de Imbituba, solicitando a abertura da barra da lagoa para o seu rápido vazamento. 

 Diante de diferentes interesses com relação à abertura ou não do canal por parte de pescadores, moradores, turistas e empresários do turismo, e ainda visando a segurança de todas as pessoas, foi instituído em 2009, um processo de negociação social que estabeleceu critérios e criou o Comitê de Abertura da Barra, que reúne-se periodicamente, sem data específica, para avaliar se os critérios estabelecidos para a abertura da Barra de Ibiraquera estão presentes e para planejar a abertura artificial da barra contemplando os recursos pesqueiros, importantes para as comunidades, e também as necessidades de segurança da infraestrutura no entorno da lagoa segundo os critérios estabelecidos pela Defesa Civil –  mediante processo de licenciamento ambiental com elaboração de EIA/RIMA.

 

Critérios estabelecidos para a abertura da Barra de Ibiraquera

Critério I – Volume de água, presença de cardumes e/ou larvas e quadra de mar. Quando a água atinge a marca A da régua, os setores organizados passam a dialogar internamente e entre eles, dando-se maior atenção ao monitoramento dos indicadores e a abertura será realizada quando o nível da água e as condições forem propícias, de acordo com o parecer dos membros do comitê e votação.

Critério II – Quando o nível de água atingir a cota B, maior que a cota A, o comitê se reunirá extraordinariamente e decidirá sobre a abertura emergencial.

 Os procedimentos de abertura da barra da lagoa de Ibiraquera são administrados por um Comitê Gestor constituído por um representante de cada grupo social, sendo:
– 1 do turismo: Associação Empresarial de Imbituba (ACIM);
– 1 dos moradores: Fórum Agenda 21 Ibiraquera;
– 3 representantes da Prefeitura de Imbituba: Sedurb, SEAP, SDR/Norte;
– 3 representantes da APA da Baleia Franca;
– 1 representante da Câmara de Vereadores: Comissão de Agricultura e Pesca;
– 3 pescadores com comprovada tradição de pesca na lagoa e experiência na abertura da barra.