O verão: estimulante psicológico?

por | fev 17, 2020 | Sem categoria | 0 Comentários

Texto por Piscóloga Rosa Nadir

Amo o verão! Os dias ensolarados permitem experiências mais intensas. A percepção das pessoas amplia-se no sentido de campo, pois o contato com a natureza nos convida a isso. As cores se destacam, principalmente após uma chuva de verão.

Verdadeiras imersões maternas acontecem como o mergulho nas águas, seja no mar, na lagoa ou na cachoeira, isso nos leva ao nosso primeiro ambiente, o líquido amniótico.

O uso de menos roupas dá a real sensação de liberdade. Andar com os pés descalços permitem o contato direto com a terra, com a base física e nutridora que nos sustenta.

Há um êxtase de estímulos que colaboram efetivamente para a saúde ou, também, ao sofrimento do ser humano. Cerca de 10% das pessoas sofre com o verão, aparecendo os sintomas da depressão sazonal, sendo esta mais comum no inverno.

Para estas pessoas o verão é um período de caos. Os aspectos ambientais como a intensidade da luz solar, do aumento do calor são muitas vezes narrados como os vilões, porém os culturais e as experiências individuais fazem parte destes aspectos, entre estes, temos as pessoas insatisfeitas com o seu corpo (no verão mais a mostra), o que as leva a evitar situações sociais, como idas à praia, levando ao isolamento.

Portanto, o verão pode ser muito desejado, ou no contraponto, evitado pelas pessoas, depende de como esta estação atua na estimulação psicológica.