A história do Papai Noel

by | Dec 22, 2019 | Colunistas | 0 comments

credito Mental Foss

Por Rômulo Bonassina Warken
Médico Pediatra (CREMESC 23644 RQE 14395)

O Papai Noel é um dos principais símbolos do Natal. Sua lenda foi criada a partir da história do bispo turco Nicolau 280 D.C., que deixava saquinhos com moedas para as pessoas pobres no dia de Natal, perto da chaminé.
Ele é representado por um homem velhinho, com ar de bonzinho, gordo, com longa barba e que traja uma roupa vermelha com detalhes brancos.
O dia de São Nicolau (beatificado pela igreja católica) é comemorado em 6 de dezembro, data em que se montam as decorações de natal. É para o Papai Noel que as crianças fazem os pedidos de presentes e dele que recebem se se comportaram bem durante o ano.
Na noite de 24 de dezembro, viaja com o seu trenó puxado por renas voadoras lá do Pólo Norte e distribui os presentes para as crianças. Para boa parte das crianças, esse é um momento mágico. Elas esperam o Natal enfeitando a casa, montando árvores de natal e ouvindo músicas e pequenas histórias.

O bom velhinho é aquela pessoa bondosa que, com alegria, conhece a
criança e suas necessidades, traz o presente pedido para os que foram
bons, com a certeza de terem cumprido seus deveres durante o ano.
A criança precisa da fantasia para formação do mundo real, pois é através dela que consegue desenvolver seu intelecto e demonstrar suas emoções com clareza, se preparando para o mundo adulto. Com a fantasia ela compreende melhor a bondade, o amor, se importando também com o próximo e se tornando melhor como pessoa. Nosso dever é estimular a imaginação delas, esquecer o valor dos presentes que daremos e vivenciar o Natal de forma rica e intensa com um olhar mais infantil.