Selecione a página

Caminho do Rei, história viva

por | dez 14, 2019 | Aventura | 0 Comentários

O caminho centenário que liga a Praia do Luz à Praia do Rosa é uma mistura de passado e presente. Os túneis de mata fechada por onde passou o Rei Dom Pedro I nos anos 1880 e pequenos produtores rurais em 1930, hoje, aos poucos vão perdendo espaço para as cercas das propriedades privadas.

Dizem que por todo o Caminho foram enterrados tesouros, mas a maior riqueza da trilha é a natureza que a cerca. 

Pelo caminho, é possível ver dois ecossistemas distintos: a floresta (ombrófila densa) e a Restinga, com as dunas. Dezenas de espécies nativas vivem ali, como as Tunas (F), cactus comestíveis, a Erva Baleeira, poderoso anti-inflamatório e o Imbé – parcecida com a Costela de Adão – folha que deu o nome à cidade de Imbituba.

A chegada é na Lagoa do Peri ou Lagoinha Doce do Rosa, com sua paisagem encantadora. O local é adequado para banho desde que com muito cuidado, pois possui águas profundas.O Caminho do Rei não é uma trilha de passeio qualquer, possui valor histórico e o que a Condutora Ambiental e Guia de Turismo do Taiá Terra Claudete Medeiros chama de “um laço afetivo com a comunidade”.

Recomenda-se a visita somente na companhia de um Guia ou Condutor Ambiental da região devido ao risco de perder o caminho ou sofrer o ataque de animais peçonhentos. Vale o contato com um profissional, roupas adequadas e o mergulho nesse pedaço da história de Ibiraquera.

Como encontrar um guia:

 O Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) Campus Garopaba já formou muitos condutores ambientais de Garopaba e Imbituba.

O Taiá Terra Condução Ambiental Local reúne diversos profissionais nas duas cidades. Você pode contatá-los pelo fone: (48) 99926.3674. A Prefeitura de Garopaba também coloca a disposição uma lista de condutores e guias através dos telefones: (48) 98831-2379 / (48) 98814-2095.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *