Soluções inéditas de tecnologia

by | Nov 5, 2019 | Diz Aí, Sem categoria | 0 comments

Alunos do IFSC desenvolvem soluções inéditas em Garopaba

 Sabe o que acontece todo ano no IFSC? Um incentivo a projetos de pesquisa com as turmas de ensino médio. Ao final do curso, os alunos devem apresentar projetos de pesquisa que venham a contribuir de alguma forma com a sociedade. São diversas iniciativas interessantes, como o desenvolvimento de papel reciclável, o monitoramento de ar e análise das águas, que podem ajudar em muito o meio ambiente e a vida das pessoas.

Plástico biodegradável

Os alunos José Nilton Baltezan e Juliana Britos, que cursam o ensino médio da turma de Controle Ambiental sob a orientação do professor Juliano Gomes estão desenvolvendo um plástico biodegradável feito a partir de batata e mel. Acreditem, é real! O composto se decompõe em três meses e é 100% orgânico. A ideia é, até o final do ano, desenvolver e produzir sacolas com esse material. 

Domótica controlada por voz

Augusto Henrique Luz, Raquel Backes e Mateus Silvano do curso técnico de informática, desenvolveram, com a orientação do professor Antonio Miguel Zarth, um dispositivo de automação residencial com dezenas de aplicações que podem ser utilizadas desde o simples acendimento de luzes à distância por voz até o controle de temperatura e humidade das plantas. O grande diferencial é o custo extremamente baixo: o controle completo das casas custa cerca de R$ 300. O foco dos alunos, mais do que a facilidade, é auxiliar pessoas com dificuldade de locomoção, já que os comandos são acionados por voz.

 

Fotos: Fabrício Photos

Agora imaginem esses projetos em escala, o final do problema dos plásticos e a automação residencial para todos a custos baixos? Com um pouco mais de incentivo da iniciativa privada ou do Governo, quem sabe não esteja ali a solução de muitas coisas. Segundo o Professor Rafael Garcia, do departamento de TI, “Isso é ciência, acontecendo aqui, em um nível incrível que pode mudar o mundo e a comunidade a nossa volta!” E é isso mesmo. Aqui, no IFSC de Garopaba!