Um paraíso ali ao lado

by | Jul 9, 2019 | Aventura | 0 comments

A cerca de 150 quilômetros de Imbituba, a região de cânions de Treviso (SC) reserva cenários inesquecíveis. Montanhas imponentes e rios que contornam as comunidades rurais daquela região formam belíssimas cachoeiras. As trilhas também são atrativos para os aventureiros, das mais curtas até as caminhadas de um dia inteiro.

Cachoeira do Salto Branco

A saída para trilha é dentro da Pousada Santa Antônio, na comunidade que fica a cerca de 8km do centro de Treviso. Apenas 1km de caminhada pela mata até chegar à queda de 77 metros, por onde passam as águas do Aquífero Guarani – o maior reservatório subterrâneo de água doce do planeta, presente em quatro países da América do Sul: Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina.

Cachoeira Cirenaica

Na comunidade vizinha, fica a entrada para a Cachoeira Cirenaica, pelo Restaurante Dois Dedos – Gastronomia e Lazer. Belos mirantes conseguem deixar o visitante sobre o Rio Manin, na altura do cânion. A trilha até a queda d’água é curta e bastante estruturada, com escadas instaladas pelo empreendimento. 

Dois dedos

Outra trilha no mesmo local é a que leva ao alto da colina onde está localizada a estrutura rochosa chamada “Dois Dedos”. São 3 km até lá com grande elevação e dificuldades durante o percurso. O bloco de rocha chega 50 metros de altura e possui uma via de escalada chamada Via Cambruzi, em homenagem a um antigo morador da região.

Cachoeira Guanabara

Guanabara é uma pequena comunidade, também chamada de Vale Mágico, que fica há 10km do centro de Treviso.  Lá, os moradores prezam muito pela organização e têm orgulho em dizer que eles fizeram boa parte do que existe com suas mãos. Tem até uma Casa da Cultura, um mini museu com a história das famílias locais. Para visitas é preciso agendamento pelo fone (48) 99856.8409. A cachoeira possui estrutura com banheiros, sombras com churrasqueira e uma linda gruta de Nossa Senhora Aparecida.

Fotos: Arquivo pessoal

“Nós aprovamos!”

Os casais de amigos Rafael Beltrame e Solange Barden e Olencar Vasconcelos Junior e Elisângela de Souza Santos, guias de turismo de aventura, exploraram a região e todas suas as belezas. “O que mais nos marcou foi a trilha dos Dois dedos, com mais ou menos 600 metros de altitude e dificuldade mediana. O pessoal do parque mantém a trilha sempre bem cortada e com cordas para ajudar na subida dos metros finais porque é muito íngreme”, conta o Rafa.  “Um ótimo lugar para quem gosta de natureza, paisagens lindas de cânions e montanhas, com ótimas opções desde cabanas rústicas com ar condicionado até campings. Comida italiana maravilhosa, trilhas leves para passeios em família e passeios para aventureiros em um nível mais avançado. Recomendamos muito estes lugares”, encerra.