Reiki Xamânico: cura no presente com ajuda do passado

by | Jul 8, 2019 | Corpo e Mente | 0 comments

A prática de canalização da energia vital através da imposição de mãos utiliza práticas e vivências dos antepassados no processo de cura

O Reiki é uma técnica de relaxamento do corpo e da mente em busca de cura e bem-estar físico, mental e espiritual. Segundo os praticantes, o Reiki é uma energia viva e inteligente, que canalizada através da imposição de mãos de uma pessoa penetra no corpo de outra, reequilibrando o ser. REI significa “a sabedoria divina” e KIenergia vital”. O Reikiano não utiliza sua energia, mas sim a canaliza do próprio cosmos.

Assim como todas as terapias holísticas, o Reiki trata o indivíduo como um todo e não apenas olhando a partir de um aspecto espiritual. E pode ser utilizado como terapia complementar – conforme sugere a Organização Mundial da Saúde – em qualquer problema de ordem física ou psíquica, paralelamente a outros tratamentos.

De nossos ancestrais

O Reiki é uma das terapias alternativas que mais vem conquistando adeptos atualmente. É utilizado na cura e alívio de angústias, dores, na prevenção de doenças e em tudo aquilo que pode estar travando o indivíduo. O Reiki Xamânico utiliza os rituais indígenas e vivências tribais originais de muitos anos atrás, somando conhecimentos sobre a natureza e a Mãe Terra na prática.

 “O Reiki, em conjunto com o Xamanismo, faz com que voltemos à nossa infância, onde existia mais pé no chão, brincadeira na chuva, carinho com os animais, risada fácil. Nosso propósito é resgatar o olhar inocente e amoroso da criança e também o amor incondicional que vem da nossa essência”, explica a mestre Paula de Oliveira. Acompanhada da mestre Adriana Feijó, ela foi responsável pela segunda turma do Curso de Reiki Xamânico Nível I – o Despertar, que aconteceu em Garopaba, recentemente, ao longo de dois dias.

 

O Reiki pode ser aplicado por qualquer pessoa, desde que bem intencionada e habilitada pelas formações, que trabalham a história e os princípios, realizam vivências e ensinam a aplicação da terapia. “É uma experiência transformadora, pois além de registrar momentos de pura entrega, tive a oportunidade de autoconhecimento e participação em vivências intensas”, conta o Fabrício Sporleder, que integrou e fotografou o encontro.

Colaboração: Gabriela Gazzana
Fotos: Fabrício Photos
 
Para saber mais: